Reflexo

  É um espelho refletindo uma imagem pura e simples. Mesmo que o reflexo seja meu, meio impuro pela vida. Nos seus olhos tudo se transformava. Era achar o tudo e o nada juntos numa organizada confusão. Uma infinidade de sentimentos atordoados, sábios e apaixonadamente aventureiros, que de tanto se aveturarem, sem medo, cabiam em qualquer lugar. Mesmo que ainda ache minhas mãos descontroladamente atrapalhadas e pequenas demais para segurar algo tão (ir)real. Era uma adrenalina anestésica. 
 
  Esqueci-me de como era encantadoramente perturbador deixar a paixão escorrer pelos dedos e o impensável dominar a mente. De como um mesmo calor envolvia dois corpos consubstancialmente. Te amar em demasia era um vício que sempre guardava o comedimento à espreita para que, pela primeira vez, esquecêssemos e assumíssemos os riscos.
  
  Naquele instante eu te amaria mesmo que o fogo destruísse meu coração. 
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s