Doce pesadelo

“Volta e meia sua voz me mantém acordado à noite.”

(…)

Fico balbuciando palavras enquanto durmo, sonhando com as lembranças que temos juntos recolhidas num único jardim iluminado pelo pôr do sol. Não são flores que estão a nossa volta, mas um campo aplainado e dourado pelo trigo. Há uma árvore, bem no meio, de tronco robusto. É lá que você fica toda vez que te encontro, é lá onde passamos a noite conversando, e por vezes discutindo a razão de tudo não ter dado certo.

Fico lembrando-te das pequenas manias que ganhava quando estava à sua volta. Uma mexida no cabelo, uma mordida no lábio, uma fuga do seu olhar, um silêncio que insistia em manter pra conter algo de errado que eu pudesse dizer e que acabasse com determinado momento… E você sorri com uma lágrima nos olhos.

– Eu preciso ir. – te disse, relutante.

– Não, por favor, não vá.

– Eu preciso. Não podemos mais continuar com isso. Vai virar uma dependência, uma necessidade e nós nunca vamos nos libertar.

Você abaixou a cabeça e suspirou.

– Você já é uma necessidade pra mim. É como se você já fosse um órgão vital ou uma droga que eu não consigo… – suas palavras foram interrompidas pelas lágrimas e soluços de um choro que você tentava conter.

– Ta vendo porquê eu preciso ir? Eu preciso te libertar pra ser feliz. Eu to acabando com você e… comigo.

Lhe abracei com uma intensidade maior do que imaginara. Meus braços te envolveram com uma força súbita, eu sabia que seria o fim. Não pude conter as lágrimas, é horrível ver alguém sofrendo por você e não poder fazer nada, porque o melhor é acabar antes que destrua ambos.

Foi de repente, inesperado. Tanto que acho que você mesmo não previa um reflexo tão rápido e desesperado. Um beijo. Enquanto eu te abraçava e a força dos meus braços não permitia que eu lhe soltasse, você me agarrou pela cintura e encaixou seus lábios nos meus. Não tive como fugir e, de certa forma, naquele momento, eu não queria fugir. Me envolvi mais do que devia nesse seu ato desesperado. Seus dedos se entrelaçaram em meus cabelos e eu pude sentir o veneno entrando em nossas veias. Os corações acelerados, a respiração mais ofegante, os corpos cada vez mais próximos e mais quentes.

O beijo nos consumiu por alguns longos minutos. Nós dois sabíamos que seria o último e, talvez por isso, tenhamos estendido sua duração… E sua intensidade.

Finalmente, o inevitável aconteceu. Meus lábios já não encontravam mais os seus, meus braços já não te envolviam, seus dedos não entrelaçavam mais os fios de meus cabelos. Apenas restaram o acelerar dos corações, a respiração ofegante e o arrepio, causado pelo seu toque, enrijecendo minha pele.

Nos olhamos assustados, tristes.

– Vou sentir falta disso. – você sorriu.

– Vou me lembrar sempre desses nossos tempos. – sorri reciprocamente.

Escutamos um som, ao fundo, e tudo desapareceu. Acordamos e voltamos para nossas vidas, pra rotina, longe um do outro. Volta e meia ainda volto pr’aquele lugar, algumas vezes te encontro embaixo da árvore, mas já não sento ao seu lado pra conversar. Agimos como se estivéssemos sozinhos ali.

Tive medo achando que jamais conseguiria me desvencilhar do que sentia, mas hoje o que me restam são só as lembranças, nada mais. Encontrei respaldos que me fizeram ver que eu estava certa, precisávamos nos libertar. Mas eu jamais mudaria tudo o que passamos, o que sentimos. E jamais irei mudar ou abandonar o nosso lugar, as lembranças e o tempo que tivemos. Você, querendo ou não, pertence a mim. Uma vez no futuro, outra no presente e, agora, no passado.

“E agora que nós achamos as mãos um do outro, nossas histórias nunca vão se separar novamente.”

(…)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s