But, honestly…

‘my life would suck without you.’

Eu acho que talvez isso soe como desculpas. Talvez até seja mesmo. Um pedido meio acanhado, torto e nem por isso menos sincero. Eu sei que fui estúpida e errei de todos os jeitos mais idiotas que alguém poderia errar. Fui uma tola, patética e um pouco egoísta, confesso. A verdade é que eu estava fraca. Fraca demais pra conseguir enfrentar outros obstáculos na minha frente. Machucada de mil e uma formas com feridas que nunca mais vão se curar. Por mais que eu disfarce muito bem, as cicatrizes permanecem e, de vez ou outra, sangram muito. É difícil estancar.

Sei que posso dizer muitas coisas e, ainda assim, nada justificará. Eu sei que deveria ter agido como uma adulta e dito o quão ferida eu estava. Às vezes a vida prega desatinos que não nos dão escolha. E eu corri. Afastei-me assustada, invadida, torturada. Parecia uma presa fugindo instintivamente de medo do caçador, por ter escutado um leve ruído perigosamente perto demais. Nem tempo de verificar eu tive. Porém, apesar de tudo isso, lá no fundo, eu esperava que me entendessem. Sei que talvez tenha demorado, mas sei também que o carinho era tão suficiente para o entendimento.

Tentei muitas vezes corrigir tudo isso. Tentei dizer em voz alta, envolver em meus braços, derramar lágrimas. Honestamente, não é que eu me arrependa de ter feito tudo que fiz. Eu não poderia fazer diferente e acho que mesmo que voltasse no tempo, continuaria a ser igual. O que me dói é ver o quanto eu perdi. O quanto eu poderia ter lutado um pouco mais se tivesse forças.

Muitas palavras me foram dirigidas. Muita incompreensão de todos os lados, incluindo uma das partes dentro de mim. Eu quis ajeitar as coisas botando desordem em tudo. Minha incapacidade de lidar com os sentimentos mais fortes me fez ser uma máquina de destruição em potencial. Sempre desajeitada, eu custava a conseguir ter o controle sobre a palma da mão sem que ele escorresse pelos dedos. Mesmo assim, muitas vezes, eu o perdia.

Demorei pra escrever tudo isso porque só hoje eu entendi que o amor é realmente maior do que tudo. Maior até do que minha razão constante na sua inconstância e mania cognitiva de sempre querer entender e mandar em tudo. Maior até do que as coisas ruins que passamos silenciosamente nesses tempos.

Eu demorei até pra perceber o quão incompleta eu sou sem a presença de vocês. Eu sei que tive minhas razões, e que na época elas me pareciam convincentes o bastante pra me permitir achar que poderia, sim, fazer o que fiz. Contudo, parando pra analisar hoje, elas me parecem bobas e com importância tanto quanto necessária pra terem sido esquecidas.

Se em um ano a gente cresce muito, quem dirá em nove anos. E é nessa contagem que a gente vê o quanto a vida passa e te dá presentes tão valiosos que você esquece de valorizar. Foi repassando tudo o que vivi nesses anos que eu senti uma dor imensa em pensar que já deixei muitas pessoas pra trás – muitas delas que eu prometi que jamais as perderia de vista – e que poderia estar deixando outras, também. Apesar de saber que nós jamais deixaríamos isso acontecer.

Bom, desculpem-me por ser toda meio sem jeito, por parecer desinteressada e por não conseguir demonstrar aquilo tudo que sinto. Tenho certeza de que mais do que eu, vocês compreendem o que a gente carrega no peito e sabem que isso ninguém tira. Tá no olhar, no gesto e até na preocupação que nunca cessa e fica ali, quietinha, no canto sempre à espreita de um sinal, na espera de poder ter um cuidado de irmã. Irmã de coração, feita por livre e espontânea escolha.

Anúncios

One thought on “But, honestly…

  1. Deivisonivison diz:

    Poxa, Thays! Eu gostei tanto dos seus textos sobre política e cidadania justamente por ter achado tão naturais e agradáveis e agora me deparo com uma qualidade literária ainda mais evidente.

    Eu tenho uma teoria que diz o seguinte: “pessoas com qualidade literária acima da média que não trabalham na área de comunicação merecem severas sanções do Estado por desperdício de talento”. kkkk

    Por favor, nunca deixe de escrever.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s