De amor, para saudade

Eu estava de novo lá. Mais uma vez entre as pedras perdidas pela bravura do mar. Na mesma areia que um dia pisamos juntas. Podia sentir a sua presença caminhando ao meu lado, sorrindo. Eu pude sentir a maciez dos seus cabelos sendo movimentados pelo vento rigoroso. Pude sentir você me olhar com aquele mesmo olhar orgulhoso que você me dirigia quando conversávamos. Aquele olhar cuidadoso e protetor.

Fechei os olhos deixando as lágrimas se expressarem. Tentei me abraçar por um momento, mas não era a mesma coisa que seus braços. Meu coração foi ficando pequeno. Eu fui ficando pequena demais naquela imensidão de saudade.

Continuei caminhando, deixando marcas que o mar logo trataria de apagar. Senti seu cheiro e seus cabelos passando pelos meus dedos. Eu quis segurá-los, mas eles escorregavam mais depressa do que eu poderia tentar os agarrar. Fui tomada por uma certa agonia ao ver que não poderia mais te ter nas mãos.

Apesar de tudo, era como se você ainda estivesse lá. Caminhando na beirada do mar. Consegui até enxergar seus passos ao lado dos meus, como se fosse real.

Eu quis morrer naquele instante só pra poder ter você do meu lado, mais uma vez.

Imagem

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s